Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da AMREC é pauta de programa de rádio no campus

Publicado em 31/08/2020 às 20:13 - Atualizado em 31/08/2020 às 20:13


Créditos: Divulgação Baixar Imagem

A Sala dos Municípios da Unesc recebeu, na manhã desta segunda-feira (31/8), o programa João Paulo Messer, da Rádio Eldorado. Durante a transmissão ao vivo (que pode ser conferida na íntegra clicando aqui), o apresentador recebeu convidados da Universidade e representantes da AMREC, para abordar o Plano de Desenvolvimento Socioeconômico para o Sul catarinense, a sua importância para a região e o diferencial de estar sendo elaborado com a participação popular.

A reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta, caracteriza o projeto como transformador. Segundo ela, a elaboração do plano está ocorrendo em virtude da vontade dos prefeitos e das lideranças da AMREC e tem na Unesc e no Unibave seus condutores, com a metodologia e a equipe técnica. “Estamos colocando nossos melhores esforços e um grande comprometimento na elaboração e condução de todo o processo. Precisamos identificar nossas dores enquanto região e buscar a superação das mesmas. Este plano já nasce com um potencial de superação muito grande, porque nasce no meio a uma pandemia e de um processo eleitoral. Tivemos uma participação fantástica da comunidade e acredito que as lideranças e a região terão um grande documento para balizar as próximas ações”, afirma.

A pró-reitora de Planejamento e Desenvolvimento Institucional, Gisele Coelho Lopes, comenta que apesar de o período ser de distanciamento social em função da Covid-19, há uma proximidade com a população no desenvolvimento do plano, facilitada pelo uso da tecnologia. “Um dos grandes diferenciais é que todo o processo tem a participação da comunidade. É de extrema importância termos um plano de desenvolvimento participativo, já que assim será possível a elaboração de um documento que contemple verdadeiramente a realidade e as necessidades da região”.

O presidente da AMREC e prefeito de Cocal do Sul, Ademir Magagnin, salientou a importância do Plano de Desenvolvimento pensado para os próximos 10 anos como norteador das ações dos próximos prefeitos. Ressaltou ainda os bons resultados já obtidos pela parceria entre AMREC, Unesc e Unibave no projeto. O secretário executivo da AMREC, Giovane Dagostin Marchi, também avaliou a parceria como positiva e abordou as instituições de ensino como propulsoras de desenvolvimento regional, já que atuam na formação de profissionais qualificados para o mercado.

A coordenador do Setor de Planejamento Institucional, Almerinda Bianca Bez Batti Dias, falou sobre a importância do trabalho coletivo para a elaboração do plano e explicou a condução dos trabalhos.

Os coordenadores do Observatório de Desenvolvimento Socioeconômico e de Inovação da Unesc, Melissa Watanabe e Thiago Fabris também participaram do programa, explicando as sete etapas para a elaboração do plano, a parte de compilação e análise dos dados e o resultado. A conclusão das etapas, incluindo a última, governança, deve ser feita no último trimestre do ano.

Você pode colaborar e acompanhar o Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da AMREC participando dos grupos de WhatsApp. Há um grupo para cada município: 

Balneário Rincão

Forquilhinha

Içara

Nova Veneza

Cocal do Sul

Treviso

Morro da Fumaça

Orleans

Criciúma

Lauro Muller

Urussanga

Siderópolis

 

Milena Nandi – Agência de Comunicação da Unesc

Sala dos Municípios da Unesc recebeu, na manhã desta segunda-feira (31/8), o programa João Paulo Messer, da Rádio Eldorado. Durante a transmissão ao vivo (que pode ser conferida na íntegra clicando aqui), o apresentador recebeu convidados da Universidade e representantes da Amrec, para abordar o Plano de Desenvolvimento Socioeconômico para o Sul catarinense, a sua importância para a região e o diferencial de estar sendo elaborado com a participação popular.

A reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta, caracteriza o projeto como transformador. Segundo ela, a elaboração do plano está ocorrendo em virtude da vontade dos prefeitos e das lideranças da Amrec e tem na Unesc e no Unibave seus condutores, com a metodologia e a equipe técnica. “Estamos colocando nossos melhores esforços e um grande comprometimento na elaboração e condução de todo o processo. Precisamos identificar nossas dores enquanto região e buscar a superação das mesmas. Este plano já nasce com um potencial de superação muito grande, porque nasce no meio a uma pandemia e de um processo eleitoral. Tivemos uma participação fantástica da comunidade e acredito que as lideranças e a região terão um grande documento para balizar as próximas ações”, afirma.

A pró-reitora de Planejamento e Desenvolvimento Institucional, Gisele Coelho Lopes, comenta que apesar de o período ser de distanciamento social em função da Covid-19, há uma proximidade com a população no desenvolvimento do plano, facilitada pelo uso da tecnologia. “Um dos grandes diferenciais é que todo o processo tem a participação da comunidade. É de extrema importância termos um plano de desenvolvimento participativo, já que assim será possível a elaboração de um documento que contemple verdadeiramente a realidade e as necessidades da região”.

O presidente da Amrec e prefeito de Cocal do Sul, Ademir Magagnin, salientou a importância do Plano de Desenvolvimento pensado para os próximos 10 anos como norteador das ações dos próximos prefeitos. Ressaltou ainda os bons resultados já obtidos pela parceria entre Amrec, Unesc e Unibave no projeto. O secretário executivo da Amrec, Giovane Dagostin Marchi, também avaliou a parceria como positiva e abordou as instituições de ensino como propulsoras de desenvolvimento regional, já que atuam na formação de profissionais qualificados para o mercado.

A coordenador do Setor de Planejamento Institucional, Almerinda Bianca Bez Batti Dias, falou sobre a importância do trabalho coletivo para a elaboração do plano e explicou a condução dos trabalhos.

Os coordenadores do Observatório de Desenvolvimento Socioeconômico e de Inovação da Unesc, Melissa Watanabe e Thiago Fabris também participaram do programa, explicando as sete etapas para a elaboração do plano, a parte de compilação e análise dos dados e o resultado. A conclusão das etapas, incluindo a última, governança, deve ser feita no último trimestre do ano.

Você pode colaborar e acompanhar o Plano de Desenvolvimento Socioeconômico da Amrec participando dos grupos de WhatsApp. Há um grupo para cada município:  

Balneário Rincão

Forquilhinha

Içara

Nova Veneza

Cocal do Sul

Treviso

Morro da Fumaça

Orleans 

Criciúma

Lauro Muller

Urussanga

Siderópolis

Milena Nandi – Agência de Comunicação da Unesc